METADE DE MIM


Semana passada comecei a leitura do texto "Metade de Mim", meu mais novo filho teatral. O grupo Teatro Total está com a responsabilidade de levar para os palcos a montagem. "Metade de Mim" é um texto diferente de tudo que eu já montei ou criei. Trata-se de um projeto que eu já havia pensado mas não tinha tido a coragem de levá-lo à plateia. 

A proposta tem raízes no Teatro do Absurdo. No Teatro do Absurdo, "a incerteza e a solidão humanas são traduzidas por procedimentos que, fazendo uso de elementos conhecidos (situações banais, frases feitas, gestual cômico) ou menos usuais (construções verbais aparentemente sem sentido, gestual mecânico repetido incessantemente, ações sem motivação aparente), buscam criar outros universos, estranhos, porém assemelhados ao universo cotidiano."

Como estamos ainda nas leituras de mesas e se mantermos o ritmo, acredito que até o final de setembro a gente estreia o espetáculo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Conflito Dramático

AS DOCES AMARGAS MEMÓRIAS DE PEDRO E ALICE